Notícias

10/01/2018 17:10

#NossoOuro – Aos 57 anos, aluna do CFA é exemplo de superação e estímulo no Curso de Teatro

taniaAluna do Curso de Teatro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa), a aposentada Tânia Barros tem 57 anos e há três faz teatro, incentivada pela filha a desenvolver uma atividade que pudesse estimular e melhorar sua auto-estima e condicionamento físico. A história de Tânia é de superação, se tornando uma inspiração para os demais colegas.

No ano passado, Tânia participou do Curso de Iniciação Teatral promovido pelo Centro de Formação em Artes (CFA), apresentando na mostra final o espetáculo “É disso que eu to falando”, com direção de Ronaldo Braga. A jovem senhora se autodeclara uma mulher “aventureira e resiliente” por se adaptar fácil a novas situações. Mãe coruja e com amor incondicional pelos filhos, afirma que decidir fazer teatro só perde para a melhor decisão da sua vida, que foi a de ser mãe.

Determinada a seguir com o curso, fala sobre a experiência no palco e a busca por seu desenvolvimento. “No palco sou tomada por muita alegria, gosto de ser vista, é onde eu me encontro e pretendo seguir estudando, desejo estudar em breve o Bacharelado Interdisciplinar em Artes para dar continuidade ao que comecei na Funceb”, conta


Tânia Superação - Há 20 anos Tânia sofreu um aneurisma cerebral que a deixou 30 dias em coma e com sequelas como a paralisia no lado esquerdo do corpo e um pouco de perda de equilíbrio. A aluna de teatro afirma que a escolha só trouxe coisas boas e fala dos benefícios dessa arte na sua vida: “amei fazer Teatro, já participei de três apresentações ao final dos cursos e me sinto cada vez mais viva, aprendi a ouvir e controlar minha ansiedade. Sou apaixonada pelo teatro”.

“A Funceb através do Curso de Iniciação Teatral abre muitas portas, uma oportunidade que por ser gratuita atrai pessoas que não tem condições de pagar um valor tão alto quanto outros cursos cobram, dá importância para pessoas mais carentes, isso é maravilhoso. E eu pretendo continuar por que teatro é algo que realmente gosto”, finaliza Tânia.

Foto 1 - Andréa Magnoni
Foto 2 - Nila Carneiro
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.