Notícias

07/02/2018 09:38

#CalendárioDasArtes – Grupo Cultural Lamparinas do Sertão leva oficinas e biblioteca itinerante à Chapada Diamantina

Foto 1 -  Técnica de relaxamento e energização, realizada nos encontros no Grupo Cultural Lamparinas Ambulantes
Técnica de relaxamento e energização, realizada nos encontros no Grupo Cultural Lamparinas Ambulantes (Foto: Divulgação)

O Grupo Cultural Lamparinas do Sertão, premiado através do Calendário das Artes, dissemina leitura e arte nas comunidades rurais e quilombolas do estado. Através do projeto Biblioteca Lamparinas Ambulantes, os proponentes arrecadam livros através da realização de gincanas. Até agora já foram acolhidos cerca de 200 exemplares.

O projeto acontece em três comunidade rurais e quilombolas: duas da cidade de Seabra, e uma da cidade vizinha, Souto Soares, ambos na região da Chapada Diamantina. O Grupo Cultural iniciou a visita às cidades em dezembro do ano passado, e segue com a programação até junho.

Além da Biblioteca, o grupo também realiza oficinas diversas nas cidades onde chega. “A idéia é fazer mobilização total da comunidade para que as pessoas se sintam assistidas. À noite acontece um sarau cultural com os moradores apresentando sua arte, seu trabalho e logo após começa o espetáculo ‘Feiurinha minha flor’”, conta o proponente do projeto Stênio Erson.

Ensaio do Grupo Cultural Lamparinas do Sertão (Foto: Divulgalçao)
Ensaio do Grupo Cultural Lamparinas do Sertão (Foto: Divulgalçao)

Ele completa: “a biblioteca lamparinas Ambulantes tem o objetivo de levar arte e cultura para essas pessoas, mas também valorizar o que essas pessoas já têm na área artística. Trabalhar com a leitura através da arte é uma forma muito significativa que vai despertar nas pessoas o gosto pela leitura”.

Sobre o edital, o proponente ainda comenta: “o Estado tem feito um papel muito importante e significativo de descentralizar os investimentos culturais e o Calendário das Artes cumpre muito bem esse papel. A expectativa é ampliar cada vez esse projeto e gerando ações para levar arte e cultura para as pessoas, especialmente as que estão mais afastadas a capital, como a Região da Chapada Diamantina”.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.