Notícias

13/03/2018 17:03

#EditaisSetoriais – Paulo Afonso recebe o 1º Festival Nacional de Repente nesta sexta-feira

1º Festival Nacional de Repente do Território Itaparica

Contemplado pelo Edital Setorial de Música 2016, com apoio do Fundo de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa), o 1º Festival Nacional de Repente do Território Itaparica levará artistas de diversas cidades do país para uma competição de repente na cidade de Paulo Afonso, na Praça do Coreto. O evento, que acontecerá entre os dias 16 e 18 de março, contará ainda com oficinas, palestras, exposições e recital de poesia em alusão ao Dia Mundial da Poesia (21 de março).

Na lista de convidados estão oito duplas de poetas oriundos de estados como Ceará, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Bahia. Além disso, participarão do evento 16 cantadores de repente que disputarão no Festival. Para compor o júri foram convidados João Sobrinho, Valdenor Batista (ambos de Paulistana-PI), Antonio Romão da Silva, Bruno Vinícius de Souza e Jotalunas Rodrigues Barros (ambos de Paulo Afonso-BA).

“O evento é uma forma de mostrar para o público do Território Itaparica que o repente e a cultura popular também têm espaço nas artes e é uma atividade motivadora e contagiante. Surge como uma forma de motivar a juventude e também o público mais experiente, e é uma tentativa de evidenciar que o repente e a cantoria podem trazer divertimento e entretenimento, juntamente com as outras linguagens artísticas”, conta o proponente do projeto, o poeta Rafael Neto.

Repente: Também conhecido como Cantoria, o repente é uma arte brasileira fundamentada no improviso cantado, geralmente por dois cantadores. Particularmente é muito forte no nordeste brasileiro, é baseado no canto alternado que se dá em forma de improviso poético.

“Esse projeto, na proposição dessa primeira edição, será um alicerce para que esse tipo de atividade cultural, tão negligenciada no nosso território, por parte do poder público, possa ter uma visibilidade positiva e seja um estopim para que, tanto o poder público, como a iniciativa privada possam ser motivados a apoiarem, de várias maneiras” destaca Rafael Neto.

No evento também acontecerá palestras: o escritor e pesquisador Rubervânio Lima fará um painel com o título "A Cultura Popular ontem e hoje”, e o poeta e escritor Romildo Alves falará sobre "O Cordel e produção de poesia popular". Haverá ainda oficinas de Xilogravura com Luiz Natividade, xilógrafo soteropolitano. Para encerrar o festival, forró pé-de-serra com o Trio Zé Madruga na última noite do festival.


Serviço:
1º Festival Nacional de Repente do Território Itaparica
Data: 16, 17 e 18 de março 2018
Onde: Praça do Coreto, Paulo Afonso (BA)
Quanto: Gratuito
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.