Notícias

11/05/2018 16:40

Exposição inédita sobre Frida Khalo e Diego Rivera chega a Salvador nesta semana no Palacete das Artes

Frida Khalo (esq.) e Diego Rivera (dir.) (detalhe)
Frida Khalo (esq.) e Diego Rivera (dir.) (detalhe)

Diego Rivera (esq.) e Frida Khalo (dir.) -- Judas
Diego Rivera (esq.) e Frida Khalo (dir.) -- Judas
A Bahia é o terceiro estado brasileiro a receber a exposição fotográfica Frida e Diego: um sorriso no meio do caminho. A mostra terá abertura no dia 17 de maio (quinta-feira), às 19h, e ficará em cartaz até 1º de julho, no primeiro pavimento do Palacete das Artes, Graça.

A exposição é composta por 40 imagens que capturaram a vida cotidiana do casal de pintores mexicanos Frida Khalo e Diego Rivera, como o trabalho nos ateliês, as viagens e a vida nos Estados Unidos e encontros com personalidades do mundo político e artístico, como o intelectual marxista Leon Trótski e o escritor francês, André Breton.

As imagens foram registradas por amigos do casal como Manuel Álvarez Bravo, Nicholas Muray, Edward Weston, Guillermo Kahlo, Peter Jules, Guillermo Zamora e Juan Guzmán, compiladas pela primeira vez, em uma mostra única criada pela Secretaria de Cultura do México, o Instituto Nacional de Bellas Artes e o Museo Casa Estúdio Diego Rivera e Frida Kahlo.

A relação do casal com artistas do México, suas uniões conjugais, a dor e o comprometimento físico de Frida, além de sua proximidade com a morte a última foto do casal também compõem a exposição. A mostra já passou pelos Estados Unidos, Polônia, Peru, Israel e Suécia. No Brasil, percorreu os estados de Pernambuco e Minas Gerais.

Experiências e Competições – Juntos por quase 25 anos, desde o casamento em 1929, até a morte de Frida em 1954, a relação do casal foi marcada por encontros e desencontros, por amor e ódio, compartilhamento de experiências e competições. A união dos artistas abriu um caminho diferente nas relações pessoais da primeira metade do século 20 no México: a personalidade extrovertida e fantasiosa do Diego, ligada à personalidade introvertida e também fantasiosa de Frida, inauguraram um enredo e uma intriga quase explosiva.

Para o cônsul do México no Rio de Janeiro, idealizador do projeto, Adolfo Zepeda, “suas personalidades marcantes provocavam aos seus contemporâneos os mais diferentes sentimentos, para alguns inveja, outros de admiração. No entanto, é inegável que ambos formaram um fenômeno sinecuanon no momento. Este eixo amoroso, ao mesmo tempo, testemunhou inúmeros contatos, a proximidade, a cumplicidade e a profunda amizade com grandes personalidades da época”.

A vinda da exposição para a Bahia é fruto de ação conjunta entre o Consulado-Geral do México no Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura do Estado por meio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) - Palacete das Artes.

Serviço:
Exposição - Frida e Diego: um sorriso no meio do caminho
Quando: Abertura – 17 de maio, às 19h
Visitação: 17 de maio a 1º de julho, terça a sexta-feira das 13h às 19h; sábado, domingo e feriado das 14h às 18h
Onde: Palacete das Artes – Rua da Graça, 284, Graça
Gratuito

Frida Khalo (esq.) e Diego Rivera (dir.) -- Fulang-Chang
Frida Khalo (esq.) e Diego Rivera (dir.) -- Fulang-Chang
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.