Notícias

06/06/2018 16:50

#CinemaÉnaFunceb - Sessão Cine Horror resgata obra-prima dos anos 1970 na Sala Walter

Laura
Faye Dunaway é Laura Mars em filme do mesmo realizador de "O Império Contra-Ataca" (Foto: Divulgação)

Não tem a aura de clássico, mas "Os Olhos de Laura Mars" (EUA, 1978) é um dos grandes filmes de suspense e terror psicológico dos anos 1970. Quase esquecida pelo grande público, essa obra-prima dirigida por Irvin Kershner, a partir de um roteiro do mestre John Carpenter, é resgatada pela Sessão Cine Horror de junho. Trata-se de uma única exibição, com entrada gratuita, na Sala Walter da Silveira, dia 13 de junho (quarta-feira), às 18h30. E não é só isso: antes da projeção, o público ainda vai contar com uma apresentação muito especial a cargo da professora de filosofia da UFBA, Ana Lima - curadora da sessão.

Transgressões - Realizado por Kershner, antes da consagração como diretor do mais elogiado filme da saga "Guerra nas Estrelas" ("O Império Contra-Ataca"), a produção gira em torno de uma renomada fotógrafa de moda (vivida pela premiada atriz Faye Dunaway), conhecida pelos transgressores ensaios, que simulam mortes violentas. Atormentada por visões de brutais assassinatos, ela considera, inicialmente, que essas "premonições" se relacionam com o seu tipo de trabalho. Mas logo descobre que os crimes realmente aconteceram e que desenvolveu a capacidade de testemunhar telepaticamente as novas execuções, através dos olhos do próprio autor, um "serial killer", que está no encalço de seus amigos e colegas de trabalho.

Para Ana Lima, "'Os Olhos de Laura Mars" reflete o hedonismo dos anos 1970. "A ostentação do mundo da moda e da fotografia de Nova York, sua efervescente cena de discoteca remetendo ao glamour, superficialidade das relações humanas pautadas no 'culto do eu', porém com um roteiro criativo, um thriller envolvente com todas as características de um clássico giallo", complementa.

O filme estrelado também pelo então jovem Tommy Lee Jones (Oscar de melhor ator coadjuvante por "O Fugitivo"), insere-se na longa linhagem de influência do clássico de Michelangelo Antonioni, "Blow-Up", no qual o dispositivo fotográfico instaura um princípio de incerteza, que vai marcar a reflexão sobre a imagem na contemporaneidade, o real e a imaginação. Foi ainda um dos primeiros filmes produzidos por Hollywood a incorporar o vídeo à narrativa. Os sonhos premonitórios da personagem são gravados em vídeo, mas são vídeos borrados ou desfocados, como ela explica numa cena ao policial interpretado por Jones.


Cine Horror -  A exibição de "Os Olhos de Laura Mars" integra as atividades do III Cine Horror, festival de cinema fantástico com foco na produção brasileira no gênero, que acontece em outubro, em Salvador. Este ano, o tema do evento celebra os 200 anos de publicação do romance de Mary Shelley, "Frankenstein". Na ocasião, uma mostra especial vai reunir algumas das mais célebres adaptações cinematográficas do livro.

Serviço:
Sessão Cine Horror celebra os 40 anos de "Os Olhos de Laura Mars"
Quando: 13 de junho, às 18h30,
Onde: Sala Walter da Silveira (Rua General Labatut, n 27 - subsolo da Biblioteca Pública dos Barris)
Sessão gratuita


Sobre o filme:

Os Olhos de Laura Mars (Eyes of Laura Mars, EUA, 1978)
Direção: Irvin Kershner
Elenco: Faye Dunaway, Tommy Lee Jones, Brad Dourif, Rene Auberjonois, Raul Julia, Frank Adonis, Lisa Taylor e Darlanne Fluegel
Duração: 104 minutos
Classificação: 16 anos

Sinopse - Laura Mars (Faye Dunaway) é uma fotógrafa que está em evidência, pois utiliza "assassinatos" em seus trabalhos publicitários. Isto gera polêmica, mas lhe dá fama. Sua vida é afetada quando pessoas ligadas a ela são mortas. Laura tem visões dos crimes, mas para seu desespero só pode ver as vítimas, pois enxerga através dos olhos do serial killer.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.