Notícias

19/11/2018 15:37

#NovembroDasArtesNegras - Funceb sedia a exposição de tecidos Acervo África de 21 a 30 de novembro

card

Integrando o projeto Novembro das Artes Negras, a Fundação Cultural do Estado (Funceb/SecultBA) receberá a exposição Acervo África, uma coleção circulante composta por 17 peças de tecidos industriais e artesanais oriundos do continente africano. A abertura da exposição será nesta quarta-feira (21), às 16h, e a visitação gratuita acontecerá até 30 de novembro, das 8h às 17h, na sede da Funceb (Pelourinho).

A coleção é fruto das viagens de pesquisa da historiadora Daniela Moreau, coordenadora e mantenedora do Acervo África. Na Funceb, o assessor da coordenação de Artes Visuais destaca que "a mostra coloca diante dos visitantes a possibilidade de utilização do lugar de trabalho das Coordenações de Artes Visuais e Dança como mais um espaço expositivo para investigação e troca de saber. As coordenações continuarão a realizar suas atividades nesse espaço, convivendo com o público que por ali passar. Um local de desconstrução e construção, forma de convivência, reflexão e discussão sobre as experiências com a arte e com o tema central deste projeto".

A antropóloga e gestora de projetos do Acervo África, Luciane Ramos, ressalta que na exposição foram selecionadas algumas tradições têxteis que atravessam diversos cenários, como "os monumentais kentes do Gana, os algodões tinturados com índigo do Mali e Burkina Faso, os bordados do povo wodaabe, a intrincada tecelagem dos povos kuba, os algodões etíopes, até os multicoloridos e controversos wax prints. São distintos materiais, técnicas, funções e linguagens visuais assim como são amplas as paisagens naturais e humanas de onde brotam tais riquezas", diz Luciane.

A antropóloga ainda conta que tecidos artesanais e industriais estão presentes no continente africano muito antes do colonialismo europeu e desempenhavam diversos papeis como de moeda de troca, marcador de prestígio e poder. "Até os dias de hoje são parte constituinte das realidades africanas, seja na moda, na propaganda política ou em contextos rituais tradicionais. No vestuário, por exemplo, o pano que cobre o corpo atua como a palavra, portando mensagens sociais", conta Luciane.

Serviço:
Exposição Acervo África
Quando: abertura 21 de novembro, às 16h
visitação de 22 a 30 de novembro, das 8h às 17h
Onde: sede da Funceb (Rua Guedes de Brito, 14, Pelourinho)
Gratuito
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.