Notícias

07/12/2018 14:50

#EditaisSetoriais - Espetáculo Que os Outros Sejam o Normal estreia nesta sexta-feira no Teatro Sesi Rio Vermelho

peça

O espetáculo do ATeliê voadOR, dirigido por Djalma Thürler, Que os Outros Sejam o Normal, tem estreia marcada para logo mais, nesta sexta-feira (7/12), às 20h, no Teatro Sesi Rio Vermelho. A tônica da peça gira em torno de um homem e uma mulher que reivindicam o direito de serem monstros. O espetáculo ficará em cartaz de 7 a 16 de dezembro, de sexta a domingo, sempre às 20h, com ingressos a R$30,00 e R$15,00.

A peça que tem no elenco Duda Woyda e Mariana Moreno, foi contemplada pelo Edital Setorial de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais com apoio da Fundação Cultural do Estado (Funceb/SecultBa).

peçaA montagem convida o espectador a enxergar o avesso das coisas, "o outro lado de todas as coisas, o outro do outro", através dos seus corpos-máquina-de-guerra, subjetividade plural e polifônica, potência de múltiplas éticas e múltiplas estéticas da existência.

"Em cena não há propriamente uma trama, apenas um cenário com poucos objetos expostos e um grande espaço para a imaginação do espectador", diz Thürler, que além da direção e da dramaturgia, assina também o cenário.

Dramaturgia híbrida - Com uma dramaturgia crítica do mundo contemporâneo, suas mazelas, sua desordem aparente, os limites entre sanidade e loucura, as dualidades de pontos de vista sobre religião, política, gênero e sexualidade, Duda Woyda e Mariana Moreno se lançam na construção de uma dramaturgia híbrida. Desloca o público do seu lugar de conforto e o convida para a construção conjunta do espetáculo.

“É um pas de deux entre Duda Woyda e Mariana Moreno de uma precisão matemática, como se o público estivesse diante de um balé exaustivamente coreografado, um jogo entre o fictício e real, que coloca em crise as certezas, insufla a dúvida, tenta desorganizar e desaprender o que se acha burocraticamente arrumado, historicamente ensinado”, ressalta Thürler.

Através dessa peça, a Companhia interrompe o ciclo de quatro monólogos que ainda continuam circulando pelo Brasil. O último deles, Uma mulher impossível, teve indicação a quatro categorias no Prêmio Braskem de Teatro 2017 e consagrou Mariana Moreno como a melhor atriz daquele ano.

Serviço:
Que os Outros Sejam o Normal, do ATeliê voadOR Companhia de Teatral
Quando: 7 a 16 de dezembro, de sexta a domingo, às 20h
Onde: Teatro Sesi Rio Vermelho.
Ingresso: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Fotos: Heder Novaes
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.