Notícias

18/12/2018 11:50

#CircoÉnaFunceb - Em 2018, centenas de pessoas foram beneficiadas pelas as ações de Circo da Funceb

J
Foto: Gabriel Dias

A agenda de ações do Núcleo de Artes Circenses (NAC) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa) teve início num dos dias mais significativos do ano para os artistas da área - em 27 de março - Dia do Circo. A ocasião foi celebrada no Centro Cultural Alagados com cerca de 60 crianças e adolescentes que assistiram ao filme "Jonas e o Circo sem Lona", cedido pela produtora Vitrina para a exibição.

Após a exibição, os espectadores tiveram um bate-papo com o protagonista do filme-documentário, Jonas Laborda, e com uma das produtoras do filme, Milena Pinheiro, que compartilharam detalhes do processo de gravação do longa metragem e curiosidades sobre os bastidores. No final, todos receberam kits com livros e DVD's produzidos pela Funceb sobre a linguagem circense.

picolinoCampanha - Em 2017, com objetivo de a disseminar a arte circense no Estado, a Funceb, através do NAC, lançou a campana "Valorize o Circo". No Dia do Circo - 27 de março, mais um vídeo da ação foi lançado, desta vez, num dos locais mais icônicos da arte circense em Salvador, no Circo Picolino. O evento reuniu artistas e gestores culturais para o lançamento da entrevista com Alselmo Serrat, anfitrião do evento e fundador do Circo Picolino.

“Essa foi uma das atividades dessa Campanha Valorize o Circo e o intuito é dar visibilidade das histórias desses artistas, homens e mulheres que trabalham com a arte do circo, através do audiovisual”, revela Vika Mennezes, coordenadora do Núcleo de Artes Circenses da Funceb.


Foto: Dayse Cardoso

A Campanha Valorize o Circo surge como um registro da memória viva da linguagem do circo, realizando entrevistas audiovisuais com representantes da linguagem, itinerantes ou não. No ano de 2018, a campanha teve, além da gravação de mais 5 vídeos, o acréscimo de diferentes canais de exibição. As gravações aconteceram com os artistas Anselmo Serrat, Audrey Consiglio, Wilma Macêdo, Nayara Homem e João Lima.

"À medida que cada vídeo é finalizado, acontece lançamento nas redes sociais da Funceb. Os vídeos também são exibidos na recepção da sede da instituição e na Sala Walter da Silveira antes de cada sessão. Além
destas exibições, através de parcerias com a TV Educadora e o Canal Universitário de São Paulo - CNU, os vídeos também são enviados para exibição nestes canais de televisão", conta Vika Mennezes.

Novembro Negro - A segunda edição do projeto Novembro das Artes Negras, realizada em 2018, teve como tema “Insurgências Negras nas Artes” e reuniu, assim como na primeira edição, uma série de atividades gratuitas e abertas ao público, em todas as linguagens artísticas. Para compor a programação de circo, o Núcleo de Artes circenses convidou a cineasta, jornalista e palhaça, Mariana Gabriel.

Mariana realizou, no dia 29 de novembro de 2018, a exibição do documentário "Minha Avó Era Palhaço", dirigido por Mariana e Ana Paula Minehira, que conta a história de dona Maria Eliza Alves dos Reis, avó de Mariana, que se vestia de palhaço homem para trabalhar no circo da família.

circo
Foto: Nila Carneiro

A exibição foi seguida de uma palestra intitulada "Circo Guarany - Memórias de Uma das Primeiras Famílias Circenses Negras no Brasil", onde Mariana respondeu às perguntas do público, compartilhando um pouco da história do circo de sua família, detalhes do projeto de pesquisa e sua experiência na direção do filme.

No dia seguinte, 30 de novembro, Mariana ainda ministrou a a oficina "Do Roteiro a Produção: Registro Audiovisual da Memória do Circo", onde compartilhou alguns termos e conceitos do cinema, além de explicar o processo de realização do filme sobre sua avó, desde a pré-produção às exibições.

Planejamento – A Funceb vem se debruçando ao longo deste ano ao seu Planejamento Estratégico, que reformulou, no início de 2018, sua Missão, Valores e Visão Institucionais. Em sua Missão, a Fundação Cultural tem como premissa promover a Arte em suas dimensões cidadã, simbólica e econômica para o fortalecimento da cultura da Bahia. Em sua Visão, o objetivo é estar presente nos 417 municípios baianos e tem como estratégia criar e otimizar articulações institucionais com a sociedade civil. O PE da Funceb segue com oficinas e encontros internos para a otimização destas metas.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.