Notícias

25/07/2019 10:40

Núcleo de Memória das Artes (NMA) da Funceb garante a história das linguagens artísticas da Bahia há 14 anos

e

Qual obra produzida com apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia ficou na sua memória? Já faz algum tempo e você não consegue lembrar bem?!  Que tal rever tudo sobre ela no Núcleo de Memória em Artes? Com 14 anos de existência, o setor conta com mais de 10 mil títulos em seu acervo e está aberto para visitações no Centro de Formação em Artes (CFA) da Funceb. 

Elogiado por intelectuais e políticos baianos que se preocupam em organizar uma memória artística genuinamente baiana, o setor se mantém aberto para visitações de segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30, no CFA, na Rua do Bispo, nº 29 (Pelourinho).  Ao longo dos últimos anos, o espaço recebeu visitação de estudantes, turistas e cidadãos interessados em linguagens artísticas, cultura e história.

Com mais de 10 mil itens, entre livros, periódicos, editais, cartazes, folders, convites, CDs e DVDs, o setor reúne também a memória de todas as publicações editadas pela Funceb/SecultBa a partir do ano de 1976, como xilogravuras, LPs, fotografias, posters e recortes de jornais, folhetos de cordel e obras de poetas contemporâneos que já integraram teses acadêmicas e outras publicações.

No acervo ainda consta a memória das linguagens artísticas apoiadas pela Funceb, Fundação Pedro Calmon (FPC), Teatro Castro Alves (TCA) e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC).

d

Acesso - Para possibilitar o acesso informatizado dos acervos alocados na Sede da Funceb, da Diretoria de Audiovisual (DIMAS), do Espaço Xisto Bahia e do Teatro Castro Alves, foi desenvolvido catálogos digitais através da plataforma Personal Home Library (PHL), que podem ser consultadas AQUI!. Atualmente o espaço conta com cinco funcionários, sendo dois analistas de assuntos culturais e três técnicos administrativos.

NMA - O setor foi criado em 2005 como Núcleo de Referência Cultural (NRC), e foi renomeado em 2014 como Núcleo de Memória das Artes (NMA). Com a mudança da Funceb para o Pelourinho e por não ter como abrigar o acervo, o núcleo passou a ser cuidado pela Fundação Pedro Calmon (FPC) que cedeu um espaço na Biblioteca Pública do Estado, nos Barris. No entanto, o espaço tinha apenas como garantir as devidas climatizações do acervo, sem possibilidade de visitações.

Ainda como NRC, o setor foi criado com a finalidade de preservar e informar o acervo da produção editorial e documental dos eventos e projetos realizados pela Funceb, tornando-se um núcleo de documentação, pesquisa e divulgação de informações artística e cultural da instituição da Funceb. Em dezembro de 2014, o setor foi transferido para o Centro de Formação em Artes (CFA).

Serviço:
Núcleo de Memória das Artes – Visitação
Quando: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30
Onde: Centro de Formação em Artes da Funceb (Rua do Bispo, nº 29, Pelourinho)
Gratuito

Fotos: Acervo Funceb

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.