Notícias

05/11/2019 14:40

Funceb e Seap firmam parceria para realizar Novembro das Artes Negras em unidades prisionais de Salvador

seap

A Fundação Cultural do Estado e a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) firmaram, na manhã desta terça-feira (5), o Termo de Cooperação Técnica com vistas a realizar ações da terceira edição do Novembro das Artes Negras nas unidades prisionais de Salvador. O Termo foi assinado no Colégio Especial George Fragosos Modesto, localizado na Penitenciária Lemos Brito (PLB), com a presença de dirigentes da Funceb e da Seap, além de internos das unidades.

De 18 a 22 de novembro, as ações serão destinadas aos internos e internas do Complexo Penitenciário da Mata Escura, reunindo todas as áreas da Fundação Cultural – Diretoria das Artes, Diretoria de Audiovisual (Dimas) e o Centro de Formação em Artes (CFA). Oficinas de Grafite, Caixa Mágica (fotografia), Cerâmica, encontros de Saraus Literários, apresentações da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) e do Balé de Teatro Castro Alves (BTCA), rodas de capoeira e oficinas de Roteiro e Carta Filme são algumas das ações que constam na programação.


nan“A população carcerária, no Brasil é 65% composta por pessoas negras. Na Bahia, o percentual é de beira os 90%. Então, não podemos não pensar nesses números quando pensamos em como trazer conteúdos que abracem essa realidade, então, ter esse projeto aqui, disponível aos internos e internas, é de suma importância para eles e para nós enquanto agentes que lidam com essa população diariamente. O sistema prisional, na maioria das vezes, é pauta negativa mas, para estas pessoas que aqui estão, não”, disse o superintendente de Ressocialização Sustentável, Luiz Antônio Nascimento.

Para o interno R.R.S, que frequenta o Colégio e que também pretende ensinar Inglês aos colegas, num projeto futuro, ter “Já fiz Teatro, sou negro com muito orgulho e, com as prerrogativas que a farda azul (internos com bom comportamento) me proporciona, quero contribuir com o projeto, quero participar de tudo que eu puder”, disse.

Para a diretora geral da Funceb, Renata Dias, esta edição vem questionar quais são os territórios das Artes. “Essa proposta é muito em função do que planejamos e do nosso pensamento sobre o que é a política pública. Estamos saindo dos territórios habituais, indo até outros sujeitos culturais, que também demandam o fazer artístico, que é a população carcerária. Não existe outra agenda política hoje que não seja debater os desdobramentos da escravidão que sustentou o modelo econômico, social e cultural do Brasil. É colocar a Cultura no centro da resolução de uma grande problemática social que é o encarceramento”, disse.


nanTambém estiveram presentes na assinatura do Termo, o diretor da Penitenciária Lemos Brito (PLB), Rogério Benício, do Presídio Salvador, Paulo Cupertino, da Casa do Albergado Rodrigo Araújo, da Unidades Especial Disciplinar (UED), Paulo Duran, a coordenadora de Educação da Seap, Dulce Santos, a vice-diretora do Colégio Janete Pereira e a coordenadora do Colégio, Claudia Cerva Aragão. Da Funceb, estiveram presentes a diretora das Artes, Lia Silveira, a diretora de Audiovisual, Daniela Fernandes, o diretor do Centro de Formação em Artes, Jacson Espírito Santo e o coordenador de Artes Visuais, Marcelo Reis.


O Novembro das Artes Negras 2019 acontecerá nas unidades prisionais e na Sala King, sede da Funceb, no Pelourinho, onde as ações serão abertas ao público.

Confira aqui toda programação.  

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.