Notícias

20/12/2019 13:00

Balanço2019 - Cerca de 2.500 alunos passaram pelo Centro de Formação em Artes da Funceb em 2019

a
Cursos de Férias 2019

O ano de 2019 foi positivo para o Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa). Por lá, passaram 2.546 alunos distribuídos em diversos níveis de cursos e modalidades de dança, além do curso de teatro oferecido pela instituição. Já o público alcançado nas apresentações promovidas pelo CFA foi de 10.274 espectadores.

Nos Cursos Livres, modalidade que acontece durante todo o ano, voltada para adultos, com ou sem prévia experiência em dança, 44 modalidades de aulas de dança estiveram disponíveis em 2019, e 651 alunos passaram por lá no período. Na Mostra Final do curso, chamada “Alegria, Alegria”, quase 500 alunos subiram ao palco principal do Teatro Castro Alves para um público de 2.554 pessoas.

Já os Cursos de Férias, que acontecem anualmente no mês de janeiro para pessoas com mais de 16 anos, recebeu 800 alunos em 2019. Através dos Cursos Livres e dos Cursos de Férias, mais de 50 bairros de Salvador e 8 cidades metropolitanas foram abraçadas pelo CFA, dente elas, Bairro da Paz, Periperi, Barbalho, Cajazeiras, Cabula, Liberdade, IAPI e Pirajá. Já da RMS, vieram alunos de Simões Filho, Lauro de Freitas, Camaçari, Candeias, Dias D’ávila, Pojuca, Madre de Deus e São Francisco do Conde.
Formação

No Curso Profissional Técnico de Nível Médio em Dança, direcionado para jovens e adultos com ensino médio completo e que já possuem experiência em Dança, foram beneficiados 142 alunos, de 19 a 41 anos. O curso tem duração de dois anos e meio e oferece qualificação profissional de reconhecimento do MEC.

s
Laboratório de Habilidades Criativas - Curso Profissional (Foto: Darcles Andrade)

Neste ano, os alunos do Curso Profissional fizeram 12 apresentações para um público de 4.970 pessoas.  As ações incluíram o Festival VIVADANÇA, apresentação no CCR Metrô Bahia, Gravação do Flash Mob Coopere com a vida, 35 anos da Escola de dança da Funceb, Festival de Dança de Itacaré, Odara Festival de Dança, Projeto Domingo no TCA, e a mostra artística de final de ano no TCA.

Já o Curso Preparatório, ofertado para crianças e adolescentes de 5 a 20 anos, recebeu 241 alunos divididos em três níveis: Iniciação, Intermediário e Avançado. Juntos, os três níveis receberam 3.600 espectadores em seis apresentações no decorrer do ano. Os eventos foram a Semana de Cultura Popular, Mostra TCA, Festival Cultural da Cidade, no Município de Mata de São João, Festival Alternativo Pituaçu Solo Sagrado.

Além dos cursos de dança, o Centro de Formação em Artes da Funceb oferece anualmente vagas gratuitas no Curso de Teatro. Neste ano, o curso recebeu 90 alunos, de 17 a 55 anos. As inscrições aconteceram no início do ano e 500 pessoas participaram das audições para ter aulas com os professores Ronaldo Braga e Christiane Veigga. Os alunos são oriundos de cerca de 60 localidades, incluindo a região a região metropolitana de Salvador.

s
Núcleo Luís Eduardo Magalhães (Foto: Aldren Lincoln)

Extensão

Buscando descentralizar a proposta pedagógica e metodológica da Escola de Dança da Funceb, foram criados os Núcleos de Extensão, que atendem pessoas de 7 a 65 anos. Em Salvador, o Núcleo Nordeste de Amaralina recebeu 81 alunos em 2019 e o Núcleo Engenho Velho de Brotas, 29 pessoas no mesmo período.

Localizado em na região metropolitana, o Núcleo Lauro de Freitas recebeu 16 alunos, e o destaque foi o Núcleo de Extensão Luís Eduardo Magalhães, inaugurado em agosto de 2018, que recebeu 480 alunos neste ano. Nos Núcleos, são ofertadas vagas como dança afro-brasileira, dança de salão, dança popular e contemporânea, ballet, pilates, brincantes e capoeira.

“Para mim é gratificante observar a forma como a comunidade escolar e a sociedade em geral se relaciona com esse espaço. Percebemos a cada dia a importância de se trabalhar com a proteção e preservação de um ambiente que sensivelmente habita nos corações de milhares de pessoas, tanto no Brasil, quanto no exterior”, diz Jacson do Espírito Santo, diretor do CFA e da Escola de Dança.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.