Notícias

24/01/2020 09:00

Roda de Conversa da Funceb reuniu artistas plásticos e visuais na quinta-feira (23), na sede da instituição

d
Foto: Bia Imperial

A Sala King da Fundação Cultural do Estado da Bahia recebeu nesta quinta-feira (23) artistas plásticos e visuais, através da coordenação de Artes Visuais, para a roda de conversa com o tema: Conversas Criativas, Ações Produtivas.
 
Na oportunidade, os artistas puderam apresentar os trabalhos que já realizam na cidade e também conversaram sobre possibilidades de colaboração para um melhor desenvolvimento das artes plásticas e visuais no estado.

Diversos aspectos foram debatidos durante as duas horas de encontro, desde sugestão de editais à valorização de artistas plásticos e visuais. Cada participante se comprometeu a enviar suas propostas formalizadas para a coordenação de Artes Visuais por e-mail.
 
A artesã Mirinha Leal trabalha com biscuit no casco de coco há mais de cinco anos e viu nesse encontro a possibilidade de um novo caminho para a sua arte. “Essa atividade além de nos dar voz, nos apresenta possibilidades de crescimento nas artes, além do bônus das experiências trocadas com a instituição e com os outros artistas presentes”, comenta.
 
O artista visual Manolo Araújo faz do grafite a sua fonte de renda há 15 anos e, para ele, essa roda de conversa é de suma importância para firmar o apoio entre a Funceb e os artistas. “A gente caminha em busca desse apoio institucional para expandir a nossa arte. O grafite fomenta todos os outros mercados das artes e precisa ser valorizado”, afirmou.
 
As rodas de conversa tiveram início em agosto de 2019 com a ideia de mapear as principais dificuldades de artistas visuais baianos e traçar junto à Fundação Cultural estratégias produtivas para os próximos anos.

A roda de conversa terá outras edições, até que seis linguagens das artes visuais tenham sido ouvidas, incluindo também o interior do estado, que sediará encontros, além do que já aconteceu em Juazeiro.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.