Notícias

29/01/2020 11:30

Centro de Formação em Artes abre as portas para ciclo de palestras do 4º Encontro Baiano de Jazz Dance

d
Foto: Bia Imperial

Dando seguimento à programação do 4º Encontro Baiano de Jazz Dance, a Fundação Cultural do Estado da Bahia, em parceria com a professora, coreógrafa e bailarina, Luciene Munekata, abriu as portas do Centro de Formação em Artes (CFA) para um ciclo de palestras e rodas de conversa sobre o jazz dance, que vai até a próxima sexta-feira (31).

A programação teve início na última semana (20 a 24/01) com aulas práticas voltadas para estudantes e apreciadores da modalidade de dança, e segue nesta semana, até sexta-feira (31) com atividades voltadas para professores e profissionais da dança.

Na tarde de segunda-feira (28), as professoras Andreza Bastos  e Luciene Munekata apresentaram a História do Jazz no Brasil. Durante a palestra, elas citaram a importância e contribuição do jazz para o cinema. Para Munekata, é de suma importância que essa geração da dança conheça a história, a teoria, e construa uma análise crítica sobre o jazz para além das aulas práticas.

“O aluno que conhece a história do que ele está praticando desenvolve uma prática mais limpa. Ele se torna também um multiplicador dessas informações, enriquecendo o seu repertório de movimentos e conhecimentos”, comentou a professora.

A aluna Marcia Silva ficou encantada com a história do jazz no Brasil. “A gente precisa ter mais eventos que abordem as teorias para quem ainda não está na universidade e não acompanha esses conteúdos”, comentou.

A professora Andreza Bastos lembrou que essas rodas de conversa servem como troca de experiências. “Eles aprendem e nos ensinam também. Aqui contribuímos para que esses alunos despertem o interesse em conhecer as histórias, além do que praticam nas salas de dança. É um fortalecimento para a classe da dança”, disse.

Da história à anatomia


Nesta terça-feira (28) o tema abordado no ciclo de palestras foi Anatomia, ministrada por Juliana Stagliório, que desenvolveu seu próprio método, aliado à fisioterapia, para formação de bailarinos. Juliana é fisioterapeuta, coreógrafa premiada, especializada no Método de Ballet Clássico Cubano pela Escuela Nacional de Ballet de La Republica de Cuba.

Em sua fala, Juliana destacou: “trazer a importância da postura na dança, além da estética, é necessário. Os bailarinos precisam conhecer melhor os seus corpos e as formas de cuidado para a saúde física, o que certamente garante o equilíbrio e a harmonia na dança. Para além de tudo isso, é necessário enfatizar que a postura correta também deve ser aplicada também fora dos palcos”.

Na oportunidade, a estudante de Dança da UFBa, Mariana Oliveira, trocou algumas experiências com a professora sobre a importância do corpo para bailarinos. “A gente precisa também ter noção da postura e da influência de cada músculo do nosso corpo para ampliarmos as movimentações”, comentou.

Quem tiver interesse em participar das palestras, ainda dá tempo. Basta procurar o CFA (Rua do Bispo, 29, Pelourinho) ou falar com Luciene Munekata através do telefone (71) 99373-1412 ou pelo Instagram @encontrobaianodejazzdance. O investimento é de R$ 30,00 por dia do evento. Confira a programação completa desta semana!

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.