Notícias

12/05/2020 09:00

#CatálogoDançaBahia - Espetáculo “Isaura Suélen Tupiniquim Cruz” revela contradições nos muitos “brasis”

Isaura Suélen Tupiniquim Cruz (Foto: Elza Abreu)
Isaura Suélen Tupiniquim Cruz (Foto: Elza Abreu)

A criação e a montagem do espetáculo de dança “Isaura Suélen Tupiniquim Cruz”, com direção de Leonardo França e colaboração artística de Sheila Ribeiro, é dos espetáculos contemplados pelo Catálogo Dança Bahia - Difusão da Dança Baiana 2019 da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBA).

O espetáculo é um show de autoficções. “Uma dança de outros, outras, doutros, doutras, num corpo. Ritual de passagens de morte e de vida. Ela, elas, ele, eles, nela se multiplicam pela fome de se tornar em tudo, em nada, o início, o fim e o meio”, conta a proponente do espetáculo Isaura Tupiniquim.

Isaura Suélen Tupíniquim Cruz é uma dança/show/desfile/ritual que parte do desejo de fazer do próprio nome uma dramaturgia de possíveis variações para além de si, “de investir nas contradições de um nome prenhe de muitos brasis”, destaca Paula.

Por isso, uma dança como show, um show como desfile, um desfile como rito, uma mulher como outros e outras. O desafio da composição do espetáculo se alimenta pela noção de “multivíduo”, do antropólogo italiano Massimo Canevacci, uma das principais referências da obra. Outras inspirações são o pintor e cineasta norte-americano Andy Warhol e o poeta baiano Waly Salomão.

“Acredito que o Catálogo de Dança tenha valor histórico documental, o que oferece às futuras gerações o acesso e o conhecimento sobre a produção em dança na Bahia em determinado período, evidenciando ainda, os encontros entre artistas, como é o caso desse trabalho. Assim, o Catálogo contextualiza historicamente a produção artística baiana nas suas diferenças e singularidades entre gerações”, ressalta a proponente e dançarina Isaura Tupiniquim.

Isaura Suélen Tupiniquim Cruz (Foto: Elza Abreu)
Isaura Suélen Tupiniquim Cruz (Foto: Elza Abreu)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.