Notícias

20/08/2020 09:10

Núcleo de Produção e Centro Técnico se encontram no "Ficha Técnica"

z
A 10ª edição do projeto “Ficha Técnica” reúne dois profissionais que atuam numa das frentes prioritárias do Teatro Castro Alves (TCA): o fomento à cadeia produtiva da cultura e à engenharia do espetáculo.

Na segunda-feira, dia 24 de agosto, às 18h, em live na página de Instagram do TCA, Dário Silva, técnico do Núcleo de Produção da Diretoria Artística do TCA, e Nei Lima, assessor da Coordenação Geral do Centro Técnico do TCA, conversam sobre as atividades de seus setores, que oferecem variados serviços de apoio a artistas e profissionais das artes.

Nesta série, o objetivo é compartilhar toda a operação de funcionamento do maior equipamento cultural da Bahia, através da fala de seus servidores.

1Bacharel em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), pós-graduado no Programa de Desenvolvimento Gerencial Integrado da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Dário Silva teve sua carreira pública iniciada no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), onde trabalhou por 19 anos.

No TCA desde 2018, tem entre suas principais atribuições a administração das salas de ensaios, disponíveis para isso de grupos artísticos de diversas linguagens, visando a realização de ensaios, oficinas e atividades afins como ambientes de arte, conhecimento e criação. Também monitora os procedimentos de uso de espaços alternativos do TCA, como o Foyer da Sala Principal, Vão Livre, Jardim Suspenso e Esplanada, e oferece apoio logístico para a realização de projetos da casa, como o Domingo no TCA e o Conversas Plugadas.

a

Figurinista, produtor cultural e performer, Nei Lima iniciou sua história no TCA em 2014. Trabalha na identificação e análise técnica de apoios cedidos pelos núcleos de produção do Centro Técnico, na execução e produção de conteúdo nas áreas da engenharia do espetáculo, no acompanhamento e administração dos ateliês e acervos, bem como no apoio logístico e administrativo à Coordenação Geral do setor. Em paralelo, Nei é artista do Grupo X de Improvisação em Dança e integrante do Coletivo Carrinho de Mão, além de mestrando em Dança na UFBA, onde desenvolve a pesquisa “Investigação para problematizar figurino: um estudo sobre performances que subvertem o vestir em cena”.


Sobre o TCA – Um dos mais importantes exemplares da arquitetura moderna na Bahia, o Complexo do Teatro Castro Alves (TCA) assistiu à transformação urbana que Salvador vivenciou a partir da década de 1950 e a integrou, sendo um de seus mais importantes capítulos. Localizado em frente à Praça Dois de Julho, cartão postal do bairro do Campo Grande, o TCA é o principal equipamento cultural do estado, mantido pelo Governo da Bahia, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). O Complexo conta com Sala Principal (1.554 lugares) e seu foyer, Sala do Coro (com flexibilidade cênica, abarca plateias de até 350 pessoas) e seu foyer, Concha Acústica (5.000 lugares), Centro Técnico, Esplanada, Vão Livre e Jardim Suspenso, além das salas administrativas e salas de ensaio. O TCA abriga ainda os dois corpos artísticos estáveis da Bahia: o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA).

 

Teatro Castro Alves apresenta


“Ficha Técnica” | 10ª edição

Com:

Dário Silva, técnico do Núcleo de Produção da Diretoria Artística do Teatro Castro Alves (TCA)

Nei Lima, assessor da Coordenação Geral do Centro Técnico do Teatro Castro Alves (TCA)

Quando:
24 de agosto (segunda-feira), 18h

Onde: Exibição ao vivo no Instagram do TCA (@teatrocastroalvesoficial)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.