Notícias

12/10/2020 09:20

#CalendárioDasArtes - A proposta “Memórias do Cotidiano” é uma das selecionadas na categoria Artes Integradas

a

Com o objetivo de criar poesia visual através do cotidiano, a atriz Sebastiana Caldeira, de 22 anos, da cidade de Jaborandi, graduanda de Artes Visuais na Universidade Federal do Oeste Da Bahia (UFOB), foi uma das selecionadas na categoria de Artes Integradas para compor a 8ª edição do Calendário das Artes 2020, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb).

Por meio da proposta “Memórias do Cotidiano”, Sebastiana, conhecida como Thi Caldeira, apresentara um vídeo com a duração de aproximadamente 7 minutos, que reflete os momentos de desafios, um futuro de incertezas e as memórias através de imagens da comunidade antes e pós a pandemia causada pelo coronavírus.

“Com as imagens e poesia, busco costurar um pouco destes sentimentos causados. O Calendário das Artes veio para nos conectar, fazendo com que essas memórias alcancem mais pessoas através do processo de partilha”, reflete a proponente.

Memórias do Cotidiano tem como um de seus objetivos buscar, por meio da arte, desabafar, interagir, dizer um pouco sobre o sentimento de cada pessoa, compartilhar sentimentos a partir de uma realidade local, a manifestação artístico-cultural se destina ao público em geral que nesse momento de pandemia tem encontrado nas plataformas sociais um espaço de diálogos e trocas.

“Essa é a minha primeira participação no edital, e ela se deu pelo incentivo de pessoas amigas, como a professora Silvana Barreto, que sugeriu que eu e meu amigo artista Lucas Nunes se inscrevesse. Sendo assim, começamos a pensar coletivamente sobre, pois conseguimos construir uma proposta bem atual. Tive apoio de Ana Caldeira e Elis Caldeira na construção do vídeo, além dos apoios de Mailton de Jesus, e de Lucas Nunes e Silvana Rezende durante todo o processo”, conta.

Thi Caldeira -  já atuou no Grupo de Artes Cênicas Pachamama no espetáculo "A Paixão de Cristo" no ano de 2016 e integrou o elenco do espetáculo "Paisagem de Interior", entre 2017 e 2018, pelo projeto na Rota do Teatro, em Santa Maria da Vitória (BA).

Atuou também nas peças "Vidas Secas", uma livre adaptação da obra de Graciliano Ramos e “Bandido com Razão”. Em 2015 participou do projeto “A Leitura Faz a Diferença” enquanto integrante da Companhia de Teatro Rio Formoso, onde atuou entre 2014 e 2016. Além disso, também participou do TAL (Tempos de Arte Literária) no período de 2014 e 2015 em Jaborandi.

A produção "Memórias do Cotidiano" está disponível no canal da Funceb no youtube. Assista!

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.