Notícias

12/10/2020 09:20

#CalendárioDasArtes – Projeto O mundo de Ayru retrata saudade e afetividades em tempos de pandemia

a

Premiado na categoria Audiovisual, do edital Calendário das Artes 2020 – 8ª edição, da Fundação Cultural do Estado da Bahia, o projeto O mundo de Ayru, oriundo do município de Lençois, é assinado pelo artista Uirá Meneses.

A proposta audiovisual conta a história de Ayru, menina negra com 9 anos de idade, que por conta da pandemia não pôde mais se encontrar com a sua avó. Ela mora com o pai no subúrbio de Lençóis, num sitio, e com o fechamento das escolas e do confinamento social, Ayru descobre através da arte uma forma criativa de não só preencher os seus dias, mas também ajudar a sua amada avó a se libertar do tédio e da solidão.

A atmosfera familiar, de solidão e saudade da avó se transforma em alegria quando a menina descobre que pode entreter sua avó por meio de vídeo chamadas.

O proponente lembra com carinho que, “Ayru recria as receitas e personagens favoritos de sua avó, com massa de modelar”.

“O vídeo ressalta em sua locação a beleza natural da Chapada Diamantina, seu sotaque, cultura e as diferentes formas de se viver na Bahia. Diferente da quarentena nas grandes cidades, o isolamento na natureza possui outra atmosfera, mais tranquila e pacifica, onde não existe o medo, mas sim uma grande saudade” diz.

Uirá Meneses - é diretor, editor, produtor cultural, músico e vem atuando no setor audiovisual brasileiro desde 2005. Em sua filmografia destacam-se as produções: Linha de fogo, documentário selecionado para vários festivais brasileiros que fala sobre o combate ao maior incêndio florestal da história do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia.
Brasmark, documentário que retrata os talentos, capacidades e a luta de imigrantes brasileiros vivendo em Copenhague, Dinamarca; Jardim de Plástico, filme sobre a vida de um garimpeiro que vive na pele a proibição da sua profissão na região da Chapada Diamantina, dentre outros trabalhos premiados.

O vídeo está disponível no canal da Funceb no youtube.

Foto: Divulgação
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.