Notícias

13/10/2020 17:00

#CalendárioDasArtes? Encruzilhadas Grapiúnas lança luz sobre artistas da região cacaueira do Sul da Bahia

a

Premiado na categoria Música, do edital Calendário das Artes 2020 – 8ª edição, da Fundação Cultural do Estado da Bahia, o projeto Encruzilhadas Grapiúnas, oriundo do município de Itacaré, é assinado pela artista, Lígia Callaz.

A proposta é um vídeo biográfico musical que reúne três artistas de estilos musicais e experiências distintos da Região Grapiúna, especificamente, Buerarema e Itabuna.
Ligia Callaz apresenta e interpreta uma canção de Sebáh Villas-Bôas, que apresenta e interpreta uma canção de Moses Ferreira, que por sua vez, apresenta e interpreta uma música de Ligia Callaz.

Para a proponente, “a importância da realização deste projeto se dá pelo fato de percebermos que o distanciamento social não impossibilita a fruição artística, bem como a interação e o intercâmbio artístico-cultural”.

“Com a proposta, alimentamos e ampliamos nossas redes de conhecimento de modo a inspirarmos outros colegas e artistas amadores a pensarem de maneira diferente, conectadas às novas imposições de segurança relativas à saúde pública, entendendo que a arte e seu fazer tem importante papel na manutenção da saúde mental nossa e da população de modo geral”, comenta.

O projeto se destina a um público que aprecia a música, a cultura regional e interessada em conhecer obras e atores sociais da cultura cacaueira do sul da Bahia, valorizando o trabalho autoral de composição musical desses artistas.

Ligia Callaz - é Mestra em Letras: Linguagens e Representações (Literatura e Cultura); Comunicação Social - Rádio e TV. Ligia é natural de Buerarema, musicista, educadora e empreendedora.

Coordenou o projeto do Luau de Macuco, do Coletivo Recantos de Macuco que tinha como principal objetivo ocupar praças da cidade fazendo rodas de música. Tem atuado com Produção Cultural, Mediação/Facilitação de Processos Decisórios em Grupo e Criação e Gestão Projetos Colaborativos.

Trabalhou na Coordenação Municipal do Programa Mais Educação; atuou no terceiro setor com o Instituto Macuco Jequitibá, Coletivo Casa Flor e Associação Casa da Criança Padre José Carlos, por meio de sua empresa (MEI) Mar de Engenhos: Comunicação e Projetos Colaborativos.

A produção audiovisual está disponível no canal da Funceb no Youtube. Acesse aqui!

Foto: Divulgação
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.