Notícias

16/11/2020 11:18

#EditalAudiovisual - 3º Circuito Cine Éden divulga selecionados para a Mostra Competitiva Cinema de Casa

f

O 3º Circuito Cine Éden divulgou em seu site os curtas-metragens produzidos por baianos, que foram selecionados para a Mostra Competitiva Cinema de Casa, de filmes produzidos durante a pandemia da COVID-19. Além de serem exibidos no site do Circuito www.circuitocineeden.com.br e no www.youtube.com/circuitocineeden, nos dias do evento, os contemplados receberão um valor de R$ 400 pela seleção.

Para a Mostra, foram selecionados os curtas-metragens: “Às moscas”, de Wayner Tristão Gonçalves (Juazeiro), “Contos da Quarentena”, de Márcio Nunes de Abreu (Salvador), “Diário de uma idosa em quarentena”, de Letícia Portela Silva Ferreira (Vitória da Conquista), “Enleada”, de Carlos Miranda (Poções), “Maratonista de Quarentena”, de Eduardo Tosta Junior (Salvador), “marvin.gif PART II”, de Marcos Vinicius Pereira da Cruz (Cachoeira), “Negra Obsidiana”, de Rebeca Thaís Vunjão Sousa (Salvador), “Ordinária Quarentena”, de Maria Cristina Correa do Amaral (Itacaré), “Oríkì”, de Valdíria Santos de Souza Fernandes (Porto Seguro), “Para o hoje que finge diferença”, de Rafael Silva Oliveira (Vitória da Conquista), “Retorno”, de José Astério (Conceição do Coité), “Tateio-me”, de Lis Schwabacher de Araripe (Salvador). O curta-metragem "Quarentena, Isolamento e Vida", dirigido por Verônica Leite, de Ipiaú (BA), receberá menção honrosa, a fim de estimular mais realizadores da cidade onde nasceu o circuito a produzirem e se expressarem por meio do cinema.

A Mostra recebeu 69 inscrições vindas de realizadores baianos das cidades de Salvador, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Juazeiro, Porto Seguro, Ilhéus, Cachoeira, Simões Filho, Santo Amaro, Poções, Morro do Chapéu, Lençóis, Lauro de Freitas, Jaguaribe, Itacaré, Ipiaú, Coração de Maria, Condeúba, Conceição do Coité, Caeté-Açú. Também houve inscrições de baianos que moram em outros estados e países: Rio de Janeiro, Fortaleza, Ribeirão Preto, São Luiz, Curitiba, Assentamento Normândia - Caruaru, França e Itália.

Curadoria

Edson Bastos, idealizador do evento e curador desta Mostra, comenta que as escolhas foram pensadas para conferir diversidade: “São olhares que vêm de diferentes cidades da Bahia, representando formas variadas de enxergar a quarentena, e de pensar além dela". Para a curadora Camila Cordeiro, a mostra tem sido uma janela para entrar um pouco na experiência individual e coletiva para fora de nossas quatro paredes. “É muito rica a diversidade de produções que trazem a delicadeza como motor criativo de transmutação do espaço físico limitado", avalia.

Após duas semanas de seleção dos curtas-metragens inscritos, a curadora Solange Moraes conta que a cada participação em uma comissão de seleção, seja de projetos ou de filmes, seu olhar se expande como se usasse uma lente de aumento: “Novas formas de fazer cinema, novos voos audiovisuais se apresentam diante da minha retina”. Outra percepção foi da curadora Inajara Diz, que explica: "Me norteei por uma pergunta recorrente, quais são os arquivos de quarentena que deixaremos para contar essas histórias?"

Sobre Camila Cordeiro Ribeiro - Realizadora audiovisual, trabalha há 10 anos somando mais de 30 produções por diferentes regiões do Brasil, atuando principalmente como produtora de arte. Longas–metragens como “Café, Pepi e Limão” (Doc Doma, Ba,2019), "Receba!" (Giro Planejamento, Ba, 2019), “Abaixo a Gravidade” (Truque, BA, 2015), “A Cidade do Futuro” (Coisa de Cinema, Ba, 2015) e séries televisivas como “Aruanas” (Maria Farinha e Globo SP/AM, 2018), “Assédio” (O2 e Globo, SP, 2017-2018), “Gravador de Histórias” (Temdendê, BA/RJ/RN/PE, 2017) e “Francisco Só Quer Jogar Bola” (DocDoma, Ba, 2016). É graduada no bacharelado interdisciplinar em Arte com especialização em Cinema e Audiovisual pela UFBA, e atualmente cursa o mestrado do Programa Póscultura/UFBA, onde pesquisa questões de gênero e raça no cinema nacional contemporâneo.

Sobre Edson Bastos - Natural de Ipiaú-BA, é sócio-administrador da Voo Audiovisual. É roteirista, produtor e diretor dos curtas "Veras"(2006), "Joelma" (2011), "Cine Éden" (2013), "É proibido menino calçado entrar na escola" (2013) e "Astrogildo e a Astronave" (2016). Também roteirista, produtor e diretor dos longas "A professora de música" (2016), "Dr. Ocride" (2018) e "Cinema de Amor" (2019). Também é curador e idealizador do Festival de Cinema Baiano - FECIBA (2011-2016) e Circuito Cine Éden (2014, 2017 e 2020). No Teatro, em parceria com Fábio Vidal, dirigiu e roteirizou o espetáculo "Joelma"(2013), desencadeado do projeto do curta-metragem homônimo. O espetáculo circulou por mais de 20 cidades brasileiras, além de apresentações na Argentina e Alemanha e teve mais de 20 mil espectadores desde o seu lançamento, em 2013. É mestrando em Cultura e Sociedade pela Pós-Cultura da UFBA, especialista em Audiovisual pela UESC, graduado em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Ví­deo pela FTC e integrante do Grupo de Pesquisa: Cultura e Subalternidades “Epistemologias da Subalternidade no Cinema Brasileiro Contemporâneo (Pós-Cultura/IHAC/UFBA).

Sobre Inajara Diz - Está coordenadora da Cinemateca da Bahia, atua como produtora cultural há mais de dez anos no mercado. Trabalhou em festivais e projetos de teatro, cinema e artes visuais. No audiovisual, exerce função de continuísta, atua na edição, com a câmera na mão e na produção.

Sobre Solange Moraes - Formada em Cinema pela Universidade Federal da Bahia, sócia proprietária da Araçá Filmes, já rodou mais de 30 curtas, diversos longas-metragens e se encontra em fase de finalização dos filmes “Nina”, com direção de Paulo Alcântara, e “A Pele Morta”, com direção de Denise Moraes e Bruno Torres, além de estar em fase de lançamento do filme “Longe do Paraíso”, de Orlando Senna. Foi Presidente da Associação de Documentarista Baiana e Nacional. Membro do Conselho Superior de Cinema por duas vezes, no Governo Lula/Dilma. Realiza oficinas de Roteiro e Produção.

Programação do 3º Circuito Cine Éden - Nesta edição, que vai acontecer de 1º a 4 de dezembro com a programação toda online, além de serem exibidos curtas-metragens da Mostra Cinema de Casa, também serão exibidos os curtas baianos selecionados para a Mostra Cinema de Rua, celebrando a memória e refletindo sobre a existência dos cinema de rua no Brasil. Os filmes ficarão disponíveis no site e no canal do evento, além dos curtas da Mostra Cinema de Casa também serem exibidos posteriormente pela TVE-Bahia. Ainda, serão oferecidas quatro oficinas gratuitas de cinema para os inscritos, além de lives, promovendo a qualificação do debate em torno do tema deste ano: “Memória é Futuro”. A programação completa será divulgada até o dia 25 de novembro no www.circuitocineeden.com.br 

Para acompanhar as novidades da programação, os interessados devem acessar o site e as redes sociais, Instagram @circuitocineeden, e Facebook https://www.facebook.com/circuitocineeden.

A 3ª edição do Circuito Cine Éden é uma produção da Voo Audiovisual, foi selecionada pelo Edital Setorial de Audiovisual de 2019, e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e da Secretaria de Cultura da Bahia.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.