Notícias

23/11/2020 10:40

#CalendárioDasArtes - Curta-metragem "A dança do mar” resgata ancestralidade africana através da dança e poesia

d
(Foto: reprodução youtube)

Premiado na categoria Audiovisual do edital Calendário das Artes 2020 - 8ª edição, da Fundação Cultural do Estado da Bahia, o projeto “A dança do mar”, oriundo da cidade do Salvador, do proponente Rick Caldas, apresenta um curta-metragem de ficção, tendo como inspiração um poema em forma de conto, criado durante o isolamento social.

O curta foi roteirizado a partir de um conto autoral e traz a visão de uma criança, que enxerga e interage com o mundo pela janela e a partir daí se identifica e se reconhece como parte da natureza que está ao seu redor.

Na visão do diretor do filme e proponente do projeto, Rick Caldas, “a criança entende que a natureza que enxerga é a mesma natureza viva que carrega dentro de si, num reconhecimento de sua ancestralidade e identidade negra”.

A partir de tal leitura, a dança que norteia o curta-metragem dialoga com a ancestralidade e propõe uma linguagem que funde cinema, dança e poesia.
Dentro da tradição de matriz africana, informa o diretor, “a dança é um elemento de comunicação carregado de símbolos, os quais evidenciam uma relação profunda com o corpo, pois é no corpo que se escreve a história dos povos tradicionais de terreiro”.

Rick Caldas - É baiano, iniciou a trajetória no audiovisual em 2003 como roteirista, cinegrafista e editor de imagens.
Em 2009 foi assistente de direção no documentário “Virou o Jogo” (Prêmio de melhor roteiro no II Festival de Cinema Baiano, Feciba) em Ilhéus/BA; Prêmio de Melhor Curta-Documentário e Melhor Montagem no 7º Festival de Cinema dos Sertões, em Floriano/PI.

Em 2010 se mudou para Salvador onde estudou direção de fotografia com Antônio Luís Mendes. A partir daí, não parou mais. Adquiriu experiência ao se aprofundar no universo cinematográfico, trabalhando com mestres e diretores de fotografia, além de diretores de relevância. Em 2018 dirigiu seu primeiro filme documentário, “Doc Tran Chan”.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.