Notícias

17/08/2021 12:35

#AldirBlanc - Curta documental “Àkesán - Pretos comunicadores” estreia neste sábado (21/08)

x
Estreia neste sábado, 21, o curta documental “Àkesán - Pretos comunicadores”, que aborda a nova cena de comunicadores de Salvador, mostrando como jovens negras e negros estão utilizando novos formatos possibilitados pela internet para se comunicar com o público.

Dirigido por Taís Amordivino (Motriz e Miraildes Mota – a lendária Formiga), com roteiro de Rafael Santana e Francis Cardoso, o curta-metragem registra o dia a dia de um grupo de comunicadores, mergulhando no processo de produção dos seus conteúdos, além de mostrar a relação deles com o público e a comunidade.

Entre os formatos utilizados, destacam-se o podcast, os canais de vídeo, as redes sociais e a tradicional revista impressa. São jovens que utilizam as diversas tecnologias da informação, aliadas ao avanço da internet, para construir novas formas de se comunicar e, consequentemente, democratizar o acesso à informação, saindo da condição de “objetos” de estudo para se tornar sujeitos de suas próprias narrativas, comprometidos com a construção de novas representações.

De acordo com a diretora Tais Amordivino, um filme como Àkesán, é extremamente necessário por se tratar da comunicação da juventude negra, um tema caro para a população. A profissional destaca a dinâmica de construção do projeto.

“Tivemos tempo para pesquisar comunicadores diversos, no sentido de entrar na periferia e encontrar jovens que se comunicam de formas específicas. No processo de trabalho, a escuta e a comunicação caminharam lado a lado para chegarmos ao objetivo de registrar os processos de cada comunicador presente na obra”.

Os comunicadores escolhidos para o filme são: Alane Reis (Revista Afirmativa); Ashley Malia (influenciadora digital); Leanderson Gomes e Lucas Soares (Complexo do Nordeste de Amaralina); Francis Cardoso e Rafael Santana (Pele Preta).

Àkesán se notabiliza por ser um produto multiplataforma, já que o documentário será desmembrado em uma temporada do podcast Pele Preta, com depoimentos inéditos dos comunicadores em três episódios.

O curta documental será disponibilizado com exclusividade no canal do Pele Preta no Youtube a partir do dia 21 de agosto. Os episódios do podcast ficarão disponível nas plataformas de streaming do projeto.

A produção se diferencia pela a escolha de uma equipe jovem e majoritariamente negra, reunindo profissionais como Ariel Ferreira (direção de fotografia), Daiane Rosário (direção de produção), Fabíola Silva Santos (assistente de fotografia), Gabriel Pires (produção executiva), Ivna Pires (comunicação) e Rubian Melo (assistente de produção).

Gravado durante a pandemia, a produção do curta seguiu todas as medidas de segurança, de acordo com as Orientações da Organização Mundial da Saúde para diminuição do risco de contágio do Coronavírus e seguindo os Decretos Municipais e Estaduais vigentes.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

As redes sociais e os novos comunicadores

Segundo a TIC Domicílios 2019, três em cada quatro brasileiros acessam a internet, o que equivale a 134 milhões de pessoas. E os brasileiros passam, em média, 3 horas e 31 minutos por dia conectados às redes sociais, segundo relatório de outubro de 2020 produzido pela parceria We Are Social e Hootsuite.

Este acesso crescente a internet, mesmo que ainda desigual, tem possibilitado também um maior engajamento do público mais jovem

no mundo virtual. E neste cenário, as plataformas sociais são verdadeiras protagonistas. As redes possibilitaram uma maior democratização na produção do conteúdo, o que torna possível que uma pessoa, antes anônima, agora alcance um público amplo.

Dentro desse contexto, negras e negros, que sempre foram excluídos dos espaços das mídias tradicionais, ou retratados como bandidos ou de forma caricata, estão conseguindo se conectar e criar uma rede potente, discutindo suas vivências, suas questões, suas dores e seus amores. Surgem então figuras novas na dinâmica social como os blogueiros, os influenciadores digitais, tiktokers e podcasters que são as diversas facetas dos produtores de conteúdo adquirem na internet.

Link para assistir o canal no Youtube: https://www.youtube.com/c/PelePreta

Link para as plataformas de streaming: https://taplink.cc/pelepretassa
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.