Notícias

14/01/2019 15:50

#DançaÉnaFunceb – Fundação Cultural possibilitou a movimentação da dança na Bahia em 2018

panorama
Panorama de Criação em Dança - IV Seminário de Criação (Foto: Bia Imperial)

A Dança movimentou a cena das artes, no ano de 2018, na Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBA). Dentre as ações desenvolvidas durante o ano, confira alguns destaques da instituição nesse campo das artes.

Em abril, a Funceb, por meio da Coordenação de Dança, garantiu residência artística para 14 artistas baianos participarem do Festival VIVADANÇA. O projeto Intercâmbio Artístico-Cultural em Festivais propôs uma integração entre artistas de dança do interior do estado durante um final de semana.

Os participantes acompanharam a programação do evento com espetáculos nacionais e internacionais, mostras especiais, aquecimento do mercado através de networking entre artistas e programadores e atividades na área de formação - workshops, residências e mesas-redondas.

Todos ficaram hospedados no Pouso das Artes, residência artística da Funceb localizada no Pelourinho.

Ainda do Mês da Dança, a Diretora Geral da Funceb, Renata Dias, participou da sessão especial sobre a dança na Escola de Dança da UFBA. Na ocasião, as políticas culturais, especialmente as voltadas para a dança, entraram em debate durante a Sessão Especial da Dança, proposta pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT). A atividade também celebrou o Dia Internacional da Dança (29 de abril).

Mas as atividades não se limitaram a Salvador. A Coordenação de Dança da Fundação levou a Feira de Santana o Panorama de Criação em Dança - IV Seminário de Criação. A atividade proporcionou a dançarinos, professores e pesquisadores em Dança da cidade o diálogo entre artistas da capital e do interior do estado sobre os seus processos criativos, políticas culturais, metodologias de criação e reflexão sobre a prática artística em dança.

dialogos possiveis
Diálogos Possíveis (Foto: Tomaz Neto)

Novembro Negro - Contemplando as atividades do Novembro das Artes Negras na Funceb, a Sala King sediou a segunda edição do projeto Diálogos Possíveis, com o tema As influências da Diáspora Africana na perspectiva estética e poética da dança nos países da América Latina.

Dezenas de pessoas assistiram e participam do debate que propôs a visibilização dos artistas e pesquisadores negros da dança. O debate foi mediado pelo do bailarino formado pelo Curso Profissional da Funceb e licenciado em Dança pela UFBA, Leonardo Luz.

A coordenadora de Dança da Funceb, Janahina Cavalcante, lembrou que "a ação serviu para influir, pensar e conversar sobre esses deslocamentos da África para o Brasil, e deslocamentos outros, que pertencem a outros lugares, mas que podem ser contemplados aqui também”.

O evento contou também com a convidada Edeise Gomes, especialista em Arte-educação e professora da UESB. Ela, falou principalmente sobre os significados do termo "Diáspora Africana":

Vindo de Pernambuco, Orun Santana, bailarino, pesquisador e arte-educador, falou principalmente sobre a sua história de vida e nas artes. A mestre em Artes Teatrais, doutora em Educação e professora da Unicamp, Inaicyra Falcão, também participou da mesa.

Planejamento – A Funceb vem se debruçando ao longo deste ano ao seu Planejamento Estratégico, que reformulou, no início de 2018, sua Missão, Valores e Visão Institucionais. Em sua Missão, a Fundação Cultural tem como premissa promover a Arte em suas dimensões cidadã, simbólica e econômica para o fortalecimento da cultura da Bahia. Em sua Visão, o objetivo é estar presente nos 417 municípios baianos e tem como estratégia criar e otimizar articulações institucionais com a sociedade civil. O PE da Funceb segue com oficinas e encontros internos para a otimização destas metas.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.