Notícias

12/09/2019 18:30

#45anosDimas - Funceb e Irdeb assinam acordo de cooperação para criação da “Sessão Cinemateca da Bahia”

f

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e o Instituto de Rádio Difusão do Estado da Bahia (Irdeb) assinaram um acordo de cooperação técnica e mútua para realização da “Sessão Cinemateca da Bahia” nesta quinta-feira (12). A ação deflagra a programação de celebração dos 45 anos da Diretoria de Audiovisual da Funceb (Dimas), que inclui uma série de encontros audiovisuais, mesas de discussões e exibição de filmes até o final do ano.

O encontro para assinatura do acordo contou com a presença da Diretora Geral da Funceb, Renata Dias; da Secretária de Cultura, Arany Santana; do Diretor Geral do Irdeb, Flávio Silva Gonçalves; além do gerente de planejamento da Dimas, Rafael Silva.

A diretora geral da Funceb, Renata Dias, iniciou o encontro falando da importância da complementaridade dos órgãos do estado, e enfatizou o diálogo permanente entre a Funceb e o setor audiovisual. “Este é mais um atendimento ao rol de demandas apresentadas organicamente pelo setor através da escuta desde quando iniciamos a gestão. E o setor audiovisual quer pautar a TV pública, o que é muito natural. A mídia é pauta e é pautada pela audiência o tempo todo. Importante também pensar o audiovisual no campo da memória; e a Bahia é reconhecida por ser pioneira em fazer cinema a partir das suas perspectivas próprias”.

f

O diretor do Irdeb, Flávio Gonçalves, destacou que o país vive um momento complexo para o audiovisual, principalmente no que tange a difusão: “estamos vivendo ainda as conseqüências boas dos últimos anos para o setor. Os impactos que estão acontecendo agora só vamos sentir nos próximos anos. A ideia é difundir essa Sessão não só na Bahia, mas em todo nordeste. Acho que a ação serve ainda como estímulo para os outros estados, afinal vamos exibir filmes de um acervo cujo Estado é mantenedor”.

Já a Secretária de Cultura, Arany Santana, reforçou a importância dos filmes baianos estarem nas Sessões: “o nordeste tem um grande diferencial, pois o que nos liga é a identidade cultural. Exibir esses filmes é descolonizar a cultura, é trazer a sensação de pertencimento e identidade baiana e nordestina para a TV pública. Isso é fantástico”.

Difusão e memória

Na Sessão Cinemateca da Bahia, inicialmente serão exibidos 12 programas compostos por filmes baianos que integram a Cinemateca da Bahia, gerida pela Dimas, que também fará curadoria dos filmes. Os programas terão duração de 1h50, com filmes de longa e curta metragem, sendo eles documentário, ficção ou animação, produções antigas ou contemporâneas. A exibição acontecerá semanalmente na grade da TV Educativa da Bahia, na faixa das 22h, com previsão de início entre outubro e novembro de 2019. 

Fotos: Amanda Moreno
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.