Notícias

06/11/2019 09:40

#PPV – “O Meio é a Massagem” de Marcelo Masagão integra a exposição coletiva do Prêmio Pierre Verger

g

A exposição coletiva do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger segue aberta até 24 de novembro no Palacete das Artes, em Salvador. Dentre os 15 ensaios que compõem a exposição, encontra-se o do pesquisador Marcelo Masagão, entitulado “O Meio é a Massagem”, que recebeu Menção Honrosa Categoria 3 – Trabalhos de Inovação e Experimentação do prêmio que é realizado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia.

“Uma delicia participar deste prêmio/exposição coletiva, em Salvador, cidade que já vivi e guardo grande afeto. A mostra foi muito bem montada e com trabalhos fortes e singulares: meu destaque vai para as impressões em pele de animal de Edu Monteiro e para toda a química envolvida no trabalho de Ariel Araújo. Artistas em que a artesania está presente em cada fotograma exibido”, destaca o artista.

Foi a partir de 2016 que Marcelo começou a se dedicar a fotografia com especial atenção para os suportes de exibição das imagens. “Desenvolvi dois suportes: Foto Escultura Moebius e Foto Papiro. A de Foto escultura Moebius reúne em um só objeto dois tipos de circularidades: da Banda de Moebius e a das fotos panorâmicas.

O Foto-Livro-Papiro recupera, segundo o fotógrafo, uma experiência milenar de visualização de livros: “o papiro que possibilita uma visualização suave e vigorosa de imagens panorâmicas”.

Materiais e possibilidades

d
Nascido em São Paulo, Marcelo Masagão é um pesquisador de imagens, e estudou psicologia e história. Criador da TV CUBO e Rádio XILIK (1985), é coautor do livro Rádios Livres, a Reforma Agrária no Ar (Brasiliense, 1986). Realizou exposições como artista plástico, entre elas Adote um Satélite (1989) e Volto logo favor aguardar. Criador e curador do Festival do Minuto (1991- 20...). Realizou filmes de curta e longa metragem, entre eles Nós que Aqui Estamos por Vós Esperamos (1999), Um pouco Mais um pouco Menos (2001) e Ato, Atalho e Vento (2015).

“Vivemos num mundo infestado de novos materiais e máquinas que criam novas e inúmeras possibilidades de exibir a ‘unidade’ de espaço e tempo contida em uma imagem estática. Quem sabe, em breve, não teremos papiros editados em grande escala: de titânio ou de policarbonato, enfim... de minha parte continuarei fazendo livros de madeira, material com quem me relaciono libidinosamente”, declara o artista.


Visitações

Até o dia 24 de novembro está aberta a exposição coletiva do Prêmio Pierre Verger, de terça a sexta-feira, das 13h às 19h; e nos sábados e domingos, das 14h às 18h, no Palacete das Artes, na Sala Mário Cravo Júnior, no bairro da Graça, em Salvador.

Serviço:
Prêmio Pierre Verger - Exposição Coletiva
Visitação: 9 de outubro a 24 de novembro, de terça a sexta-feira (13h às 19h), sábado e domingo (14h às 18h), na Sala Mário Cravo Junior
Local: Palacete das Artes (R. da Graça, 284 – Graça)
Gratuito   
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.