Notícias

15/01/2020 11:55

#Balanço2019 - Quase 500 pessoas foram beneficiadas pelo Projeto Se Mostra Interior da Funceb

d
Sentimentos Gis

Lançado no mês de julho pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBA) em parceria com o Teatro Gamboa Nova, o Projeto Se Mostra Interior foi o grande destaque nas artes cênicas em 2019. A parceria teve um saldo positivo, atingindo um público de quase 500 pessoas em todo estado, entre artistas e espectadores.

A curadoria foi realizada pela Associação Estado Dramático, entidade gestora do Teatro Gamboa Nova, que selecionou 6 espetáculos de artes cênicas (teatro, música e circo), dos 73 inscritos; e 6 trabalhos de artes visuais, de 36 inscritos, para compor de julho a dezembro a capa e o palco da programação do Teatro Gamboa Nova.

Os espetáculos apresentados em 2019 foram: Mulheres Malês (Lauro de Freitas), Consolo (Palmeiras), Sentimento Gris, (Juazeiro), Raul, Lira e o Incrível Livro da Capa Azul (Vitória da Conquista), Encarceradas (Feira de Santana) e Pinóquio (Ilhéus). O destaque de público alcançado foi Mulheres de Malês, que reuniu 120 espectadores, chegando à lotação máxima do teatro nos dois dias de apresentação.

As apresentações aconteceram em dois dias, com duas ou quatro sessões. Após a apresentação do primeiro dia, acontecia o GamBoa Prosa, um debate sobre o processo criativo do espetáculo com a equipe, além convidados externos. Participaram do GamBoa Prosa artistas como Valdneia Soriano, Merry Batista e Cássia Valle, atrizes do bando de teatro Olodum; além de Luana Serrat, Guilherme Fraga, Johsi Varjão, Marcos Oliveira, Sanara Rocha e Diana Ramos.

Já as obras visuais selecionadas foram: Doce Infância, de Márcio Gari (Ubaitaba); Logro e Logra em Preto e Branco de Janete Lainha (Ilhéus); Mandacaru quando flora lá na seca, de Cisio Lima (Wagner); Aventura é ser criança, de Heitor de Santana Rodrigues (Juazeiro); Belezas Crespas, de Filipe de Oliveira Santos (Alagoinhas); e Energia Oxum, de Jaci Pinto de Souza (Alagoinhas).

s
Consolo

Montagem didática

Além das mostras artísticas, o projeto contou com a atividade de Montagem Didática, de caráter formativo. A iniciativa nasceu da percepção da carência de formação na área de iluminação e técnica do espetáculo.

Através dessa ação, foi possível que dois dos participantes do grupo pudessem acompanhar a montagem de luz dos espetáculos que estariam em cartaz no Teatro Gamboa Nova, nos dias que antecederam a apresentação. Foi uma atividade de caráter prática de orientação/instrução dos grupos participantes acerca do conceito, criação e montagem da iluminação de seus espetáculos.

Artistas envolvidos

A artista solo do espetáculo circense Consolo, Alice Cunha, destacou: “Tenho imensa felicidade de ter participado junto a minha equipe desta iniciativa. No todo só agradeço, pois tudo proposto foi muito bem executado. Fomos muito bem tratadas e é muito bom trabalhar com gente disposta, organizada e feliz”.

Já o ator Cleybson Lima, do espetáculo teatro Sentimentos Gis, revelou: “Ficamos muito gratos pela oportunidade de participar do Se Mostra Interior. Para mim foi uma experiência incrível fazer a apresentação do espetáculo pela primeira vez em Salvador, lugar onde sempre quis levar meu trabalho e principalmente dentro da programação do Gayboa. Quero também parabenizar toda a equipe  que eu tive contato da FUNCEB pela iniciativa de continuar realizando eventos tão importantes como o Se Mostra Interior, dando oportunidade de artistas e grupos do interior levar o trabalho para a capital.”


s
Obra "Aventura é ser criança", de Heitor de Santana Rodrigues (Juazeiro)

Investimento e residência artística

As propostas teatrais selecionadas receberam uma ajuda de custo de R$ 3.000,00, e tiveram direito à renda arrecadada na bilheteria do espetáculo, descontados os impostos e taxas. Já os artistas visuais que ilustraram a capa mensal da programação do teatro receberam um prêmio de R$ 500,00. No total, a Funceb investiu mais de R$ 26 mil no Se Mostra Interior em 2019.

Os artistas dos espetáculos cênicos ainda tiveram acesso à residência artística da Funceb, o Pouso das Artes, que hospedou 30 pessoas durante o projeto. Em 2020, o projeto pretende alçar vôos ainda maiores, firmando parcerias com outros espaços, trazendo mais espetáculos e pensando em atividades que contemplem a formação de plateia.
 
Fotos: Milla Carol
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.